Nesta obra “FOGO URBANO”, o coronel Emir LARANGEIRA lança mão de sua longa experiência como policial (e, naturalmente, de informações privilegiadas), para fazer o corpo de delito da desconstrução institucional da UPP. Na figura de Pega Eu, personagem principal de sua história, se ergue a engenharia do tráfico, que, como um vírus hospitalar, arquiteta sua permanência nas artérias da favela, aos olhos da estratégia armada do governo e da polícia, que, sem pretender, termina por pacificar o território para o bandido vender droga.

 

COMPARTILHAR
Coronel Larangeira (RJ)
Emir Campos Larangeira é Cel PM RR. Iniciou sua carreira como Soldado PM, em 1965. Cumpriu todos os cursos de formação e aperfeiçoamento de oficiais, incluindo o Curso Superior de Polícia. É bacharel em Ciências Administrativas. Foi eleito deputado estadual exercendo mandato de 1991 a 1995. Afastou-se da política para exercitar a literatura. É escritor ficcionista, com nove livros publicados. Acredita na polêmica como forma de evolução de uma sociedade de dogmas e tabus para uma humanidade comum, universal, racional e pacífica.

DEIXE UMA RESPOSTA